sexta-feira, 6 de março de 2009

Dispnéia em Felinos






As afecções da cavidade torácica são bem comuns na clínica felina.
Por mais variadas causas podemos nos deparar com um gato em crise dispnéica,como neoplasias,doenças cardio-respiratórias,parasitas pulmonares,disfunções metabólicas e outras.
Em todos os casos,o atendimento quase sempre é emergencial,e devido a instabilidade do paciente, o diagnóstico é fundamentado na história clínica e no exame físico.Depois,com o paciente estável,podemos submetê-lo a exames complementares,somente para termos informações mais detalhadas da patologia.
A anamnese inicial deve ser rápida,mas bem direta,informações como tempo de desenvolvimento dos sintomas,doenças pregressas,acidentes,traumas prováveis,são importantes.
O exame clínico é baseado na observação dos movimentos respiratórios(padrões) ,na auscultação e na palpação da parede torácica.Acredito que o melhor ângulo para a determinação do padrão respiratório é visualizando-se o animal por trás.O padrão pode ser do tipo restritivo ou obstrutivo.O primeiro caracteriza-se por movimentos rápidos e superficiais,que pode estar em conjunto com uma cavidade torácica expandida,o que sugere um derrame pleural ou um pneumotórax ,ou quando nota-se a cavidade" comprimida",sugere-se uma afecção pulmonar restritiva,como edema.Por outro lado,um padrão considerado obstrutivo,com respirações lentas,laboriosas e profundas,geralmente com grande esforço da musculatura da parede torácica na inspiração,suspeita-se de obstrução das vias aéreas superiores.
Há também o movimento chamado paradoxal,em que a parede torácica se move para dentro da cavidade,no momento da inspiração.Isto pode ser devido a segmentos afundados(como fratura de costelas),paralisia da parede torácica,ruptura de diafragma,entre outros.
Complementando o exame físico,devemos palpar criteriosamente o gradil costal,buscando fraturas,ferimentos e fístulas.A Percussão da cavidade torácica também é interessante,detectando se há líquido,massa ou ar no espaço cavitário.A ausculta é fundamental,mas pode ser prejudicada pela presença destes derrames,mas não deverá ser esquecida.
Um procedimento importante é a drenagem torácica ou toracocentese,que além de ser diagnóstica é uma manobra de tratamento também.A retirada de líquido ou ar do espaço pleural,mesmo em quantidades mínimas,melhora e muito o quadro urgente do felino.Entretanto,nunca é demais lembrar que todo o atendimento deve seguir o ABC emergencial, e oxigenoterapia em gaiola é o mais indicado.Depois da estabilização podemos realizar radiografias,tumografias e citologias,o que nos orientarão para a tratamento definitivo.
O vídeo é bem simples,mas quis mostrar o padrão restritivo em um caso de efusão pleural,por carcinoma metastático.Essa gatinha estava com 11 anos,a proprietária notara a dispnéia que veio progredindo há pelo menos 10 dias.Relatou que o animal havia sido submetido à uma mastectomia há 4 meses atrás,devido a nodulações nas mamas torácicas direitas,que infelizmente não havia sido feito um histopatológico.
Foi feita a toracocentese,evidenciado um líquido sero-sanguinolento(20ml),de cor alaranjada escura.Como se percebe no áudio,o proprietário dificultou muito a realização dos exames complementares,mas conseguiu-se o requerimento de uma rediografia torácica com 5 dias depois(figura acima),onde já se percebia uma nova coleção de líquido ,e uma citologia da efusão,onde foram encontradas várias células neoplásicas(carcinoma),inúmeros linfocitos e macrófagos em fagocitose.O proprietário optou pelo sacrifício do animal.



video

8 comentários:

  1. Excelente abordagem, to aprendendo muito aqui!!!

    ResponderExcluir
  2. vendo esse lado da profissão fiquei até com enjoo... saber que um problema podia ser evitado com medidas como "mais exames", e o proprietário se recusa a fazer, deve ser triste demais...
    mas acredito que esse quadro vem mudando um pouquinho pra melhor, pois aos pouquinhos as pessoas estão vendo os animais com mais carinho e preocupação... bem, espero que sim.
    Parabéns pela profissão, desejo muito sucesso e muitas vidinhas salvas!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Reginaldo.

    Acredito que minha gata de 11 anos está com o mesmo problema. A respiração dela está parecida com a dessa gata do video. E ela só fica deitada nessa mesma posição e respira de boca aberta. Não come, bem bebe, emagreceu, isso há dias. E a respiração começou a ficar ruim ontem. E deu no exame de sangue que ela está com infcção.

    Ela já passou por 2 cirurgias de retira de cancer mamario. Uma em janeiro, alguns nodulos onde 1 estava ulcerado. Outra em junho, de varios nodulos pequenos e foi castrada nesta cirugia tbm. Ela ficou apenas com as 2 tetinhas bem de cima. Na primeira cirurgia, ela tbm estava com metastase no linfonodo da virilha.

    Hoje vai ser feita radiografia dos pulmões pra ver se ha metastase pulmonar.

    Minha dúvida é a seguinte: pode haver algum problema no pulmão dela, seja metastase ou outra coisa, e não aparecer na radiografia? há essa possibilidade?

    Aguardo resposta.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  4. Dificilmente Doris,uma dispnéia nesse grau,se o problema for torácico,aparecerá sim na radiografia.Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Tenho uma gata de 8 anos de idade, Morgana. Foi castrada aos 5 anos de idade e ha 5 meses atras surgiu um nodulo numa das mamas pelvica. Apos exames foi submetida a mastec bilateral radical com a maior margem de retirada de tecido possivel. O nodulo, menor de 3 cm, foi para histopatologia e diagnosticado como adenocarcinoma grau 3. Fez toda bateria de exames necessarios e ausente a metastase iniciou quimioterapia. Fez 3 ciclos dos 5 indicados pelo protocolo de quimio porque apresentou pancreatite acometendo o duodeno. Hoje ela esta ainda em tratamento pq num raio X apresentou liquido pleural e esta tomando antibiotico. Estamos aguardando o resultado da toracocentese colhida ontem para direcionar o melhor tratamento para minha Morgana. Aconselho a todos proprietarios de gatos sempre verificarem as mamas.

    ResponderExcluir
  6. Prezado Dr. Reginaldo,

    Estou pesquisando informações sobre asma, uma vez que meu gato de 13 anos vem piorando progressivamente nos últimos meses. O processo se inciou com tosse, há pouco mais de 2 anos, e evoluiu a ponto de meu animalzinho haver perdido peso, e esta sob corticóides para evitar a tosse e o vômito, na tentativa de expelir a secreção.

    As radiografias apresentam áreas calcificadas, e nada elimina esta secreção que tanto o incomoda, o fazendo vomitar, sem que ela saia, e causando algum chiado na respiração. Nos momentos piores, ele balança o corpo cada vez que respira. A veterinária que o trata, após a última radiografia dos pulmões, prescreveu amoxilina para uma pneumonia secundária.

    Ele é um persa, e a princípio nada contribuiu para que desenvolvesse este quadro. Não fumamos, a casa é limpa e seca. Ele sempre teve boa alimentação, e à parte sua insuficiência respiratória, nunca teve problemas de saúde.

    Desculpe o relato tão longo, mas peço sua opinião sobre o que pode haver com meu gatinho. Ele já não brinca mais, pouco se desloca, e sempre que possível, está deitado. Ultimamente já não deita de lado, e frequentemente se posiciona como esfinge, para facilitar a respiração, acredito.

    Muito agradecida,


    Sheila

    ResponderExcluir
  7. Minha gata Filó veio a falecer ontem...fizemos tudo o que foi possivel fazer...ela se posicionava sempre como esfinge e nao comia nem bebia...conforme as radiografias e o veterinario...foi aplicada nela injeçao para que nao houvesse pneumonia e o diagnostico foi cancer de 1 pulmao já com o outro afetado....(nao sou da area...nao sei escrever os nomes certos)
    Como não comia mais e nem bebia...emagraceu bastante em dois dias foram -500gr...voltando ao hospital de caes foi indicado uma injeçao tipo pasta para colocar na boca que...seguno o veterinario aervia como uma refeiçao....comecei a dar mas ela rejeitava ..e babava o medicamento todo...diminui a dose que ja era bem pouca para ver se melhorava e em vez de 2 vezes passei a da 4 vezes
    na ultima quando acabei de da a pasta preta ela abriu a boca bem aberta e ficou como quem ta puxando o ar sem conseguir...em 5 minutos estava morta....estou estarrecida pq acho que teve alguma coisa errada nisso tudo...nao sei

    ResponderExcluir