quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Participação do Estresse na Cistite Interticial e o Uso de Ferormônios Sintéticos como Coadjuvantes na Terapia


O caráter neurogênico da cistite interticial felina já é quase um consenso.Sabe-se que o distúrbio é bem semelhante à cistite humana e que em ambas ,tanto em gatos como em humanos,as situações estressantes agravam ou desencadeiam os sintomas.
Alterações no diário do felino como viagens,hospedagens,internamentos,mudanças no ambiente físico,disposição e localização de liteiras,entrada de novos animais ou humanos,tudo isso pode ocasionar o disparo de um quadro de cistite.
Já está comprovado que felinos que sofrem de cistites reincidivantes, possuem um maior número de fibras nervosas simpáticas nas camadas mucosa e muscular da bexiga.Além de um aumento da noradrenalina circulante, tanto em repouso como em estados excitatórios.Estas fibras eferentes simpáticas interagem com fibras sensoriais da mucosa vesical,responsáveis pela liberação da substância P ,que é um neuropeptídeo capaz de causar ativação e degranulação de mastócitos.Estes ativados,liberam compostos inflamatórios e vasoativos,resultando nos sintomas clássicos de doença do trato urinário inferior dos felinos,como a hematúria e estrangúria.
Portanto,todo tipo de melhora no manejo e no bem-estar do felino que sofre desta enfermidade é bem-vinda.Aumentando a chance de sucesso terapêutico e diminuindo as reincidivas.
A formulação sintética do hormônio facial felino(Feliway) foi desenvolvido para diminuir a ansiedade relacionada ao comportamento dos gatos.Situações como marcação territorial por urina ou arranhaduras são reduzidas,principalmente por diminuição da vigilância do felino,em consequência de uma percepção mais "amigável" de seu ambiente.Esta redução da vigilância provavelmente esteja relacionada à diminuição da ativação do sistema nervoso simpático,assim,o ferormônio pode ser utilizado para gatos com cistite interticial,reduzindo esse impacto do estresse sobre o desarolho da doença.Ele é um componente valioso dentro da terapêutica desta enfermidade,muitas vezes associando-o com um enriquecimento ambiental.
É necessário destacar a multifatorialiedade da cistite interticial felina,seu tratamento deve ser baseado nisto.Outras medidas como mudança na consistência da dieta,fármacos antidepressivos,anti-inflamatórios e GAG's, podem ser integradas.

10 comentários:

  1. Hj em dia diagnósticamos cada vez mais disturbios ou doenças que são geralmente desencadeadas por fatores causadores de estresse, o que antigamente não era levado a sério entre os homens já se faz presente e muito na veterinária. Reginaldo gostaria se possível que vc me respondesse as predisposições se são iguais a FLUTD?

    ResponderExcluir
  2. Isso.Em relação à cistite interticial humana e felina,os mecanismos e a patofisiologia são muito semelhantes.Vlw!

    ResponderExcluir
  3. Muito interessante o blog.
    A cistite é frequente e recorrente...

    um abraço

    Marisa

    ResponderExcluir
  4. Se é que eu entendi para diagnosticar sobre esse mal geralmente eles coçam as gengivas como mostram as fotinhas? se for os meus seis filhos felinos estão com isso eles sempre coçam os lados das gengivas pedindo para gente acariciar o queixo e ao lado da boca e eles aqui em casa são tão calmos e amorosos.

    ResponderExcluir
  5. olá Reginaldo ...
    tb sou veterinária e meu gato está com cistite nesse momento...
    eu não sei mas o que faço com ele ?? Gostaria de sabe se vc sabe de algum medicamento novo, que vc usa ?? obrigada Priscila

    ResponderExcluir
  6. Me passa o que você está administrando pelo e-mail Priscila.Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Olá, li sua matéria. Então acha q a cistite nos felinos esta ligada ao estresse foi q entendi? Talves esteja ligado a genetica não?Meu gato de dois meses esta com cistite ja esta sendo acompanhado, mudei a alimentação e tudo q foi preciso, ele e mais 3 irmãos são orfãos desde q tinham uma semana (mãe faleceu apos uma cesaria complicada)Os alimentei com leite alternativo eles tem uma vida tranquila e confortavel. O q acha? Oq pode ter ocasionado esta doença em um bb, pois pelo q tenho pesquisado geralmente gatos adultos q tem esses problemas.

    ResponderExcluir
  8. O diagnóstico de doença do trato urinário em felinos não é simples,deve ser bem avaliado,pois os sintomas são os mesmos dentre as várias afecções.A cistite não têm uma base hereditária,pelo menos não foi demonstrado isto.O estresse sim é um fator importante.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Tenho uma gata que está apresentando problemas urinários. Vou resumir o tratamento. Há um mês minha gatinha começou a fazer xixi fora do lugar. Levei ao veterinário e logo pensamos em cistite. Tratamos 10 dias com cefalexina. Os sintomas pararam e 3 dias depois começaram de novo. Fizemos o exame para ver se tinham bactérias na urina e nada, ultrassom e nada, e aí entramos com o antiinflamatório prednisona por 10 dias. Uma leve melhora e no 7º dia, ainda tomando o antiinflamatório, tudo de novo. Agora ela está tomando prednisona, o antibiótico Trissulfin e também Condroitina e nada. Também troquei a ração pela Pro Plan urinary mas parece que nada resolve. Estou com mta pena dela pois não consegue dormir, não tem parada. Faz aqueles pinguinhos de xixi de 2 em 2 minutos e se lava o dia todo. Estou mto penalizada e me sinto impotente pois nada que eu faço ajuda a minimizar o sofrimento dela. Você já viu algum caso assim? Me oriente com algo mais que eu possa fazer, por favor, pois não aguento mais vê-la assim. Obrigada.

    ResponderExcluir
  10. Olá Reginaldo! Tenho um gato de 2 anos e meio que está sofrendo com o trato urinário... No inicio de desse ano descobri que o xixi dele estava acompanhado de sangue, assim que vi levei ao veterinário que logo pediu os exames de sangue, ultrassom e também passou a sonda. Foi constatada uma infecção muito forte, que foi trata com antibióticos e anti-inflamatórios que são o Ketoflex e Petsporin. Depois do tratamento o gato foi castrato... depois de 5 meses nessa semana exatamente ele começou a apresentar os sintomas novamente, levei-o ao veterinário que refez os exames e não apresentou nenhuma alteração felizmente está tudo normal, mas o gatinho ainda tem dificuldades para urinar não esta comendo direito e parece sentir dores... nao sei mais o que faço se puder me dar uma ajuda fico agradecida. Obrigada!!!

    ResponderExcluir