sábado, 3 de abril de 2010

Diagnóstico Diferencial de Convulsões em Felinos


Convulsões ocorrem devido a lesões irritativas nos neurônios da região proencefálica(tálamo-cortex),constatando-se uma perda de consciência,decúbito,movimentos tônico-clônicos,enrijecimento de mandíbula,espasmos faciais e sinais autonômicos(midríase,salivação,micção).Embora não seja tão frequente como nos cães,as inúmeras possibilidades etiológicas devem ser discorridas e compreendidas para o diagnóstico em um felino com convulsão.
As principais causas de convulsão em felinos são as encefalites,principalmente as virais,tumores e lesões por encefalopatias isquêmicas.As causas tóxicas,como envenenamentos,podem ser comuns,dependendo da região e estilo de vida do animal.Outras causas que devemos incluir são as nutricionais(deficiência de tiamina),meningoencefalites não-supurativas,infecções fúngicas e protozoárias e também traumas cranianos.Causas metabólicas e a epilepsia idiopática são raras em felinos.
Como nos cães,a convulsão pode se manifestar parcialmente,como sutis mudanças de comportamento,movimentos mastigatórios e repetitivos,tremores e diminuição propioceptiva dos membros,o que sugere lesão proencefálica focal.São as chamadas convulsões parciais.Com esta apresentação já podemos descartar uma epilepsia idiopática,tóxica ou metabólica.
As anomalias encefálicas congênitas não são comuns em gatos.A hidocefalia é a mais conhecida,mas geralmente é assintomática.Uma deformidade facial e cranial pode ser observada.Anormalidades mentais,deficiências visuais,hemiparesias,podem acompanhar as convulsões.Lisencefalia e cistos dermóides podem ocorrer também,com sinais progressivos,tipicamente em gatos com menos de um ano de idade.
A encefalopatia isquêmica felina ainda é pouco compreendida.A isquemia de tecidos cerebrais pode ocorrer devido à vasoespasmos de artérias cerebrais ou por migração de larvas de helmintos(Cutelebra).Classicamente o curso é superagudo,com sintomas unilaterais(hemiparesia,andar em círculo,perda de resposta postural).A convulsão surge como complicação,podendo aparecer meses depois do infarto cerebral.Mudanças comportamentais também são comuns.A análise do liquído cefalorraquidiano(LCR) geralmente é normal.O único meio de diagnóstico ante-mortem é por imagem cerebral,como a tumografia.
Meningoencefalite não-supurativa é uma outra causa possível de convulsão em felinos.Há sinais vestibulares,cerebelares,depressão e paresia.O curso é variável,pode agudo ou insidioso,progressivo ou regressivo.Acredita-se que infecções virais são causadoras da enfermidade.Herpesvirus e arbovirus são os suspeitos de desencadeiarem uma resposta autoimune contra as células nervosas,devido à estimulação antigênica.
O diagnóstico é feito através de análise do LCR,onde há um aumento moderado de proteínas,e por imagem cerebral.O tratamento é de suporte,com fluido e anticonvulsivantes.O uso do corticóide é controverso,em alguns casos a melhora é bem significativa,entretanto pode piorar em casos de viroses ativas.
As encefalites infecciosas formam um importante capítulo no diagnóstico diferencial de estados convulsivos em felinos.Infecções virais,como PIF e FIV,protozoários(toxoplasmose) e fungos(criptococose),podem causar infecções centrais graves.
A PIF é responsável pela maior porcentagem de encefalites infecciosas.Sintomas como "heald tilt",nistagmo,tremores intencionais,ataxia,paresia,com presença ou não de sinais sistêmicos,como febre,letargia,inapetência e sintomatologia ocular.As convulsões não ocorrem isoladamente,sempre haverá outro sintoma associado.O diagnóstico é pela anamnese(histórico,idade,estilo de vida do paciente),exame oftálmico,análise de LCR(alta concentração de proteínas).
Outras causas de encefalites infecciosas são a criptococose,FIV,toxoplasmose e raiva.A primeira geralmente é associada a descargas nasais,nódulos e ulcerações cutâneas,cegueira e alterações neurológicas.Na análise do LCR podem ser encontrados numerosos organismos fúngicos.A encefalopatia pela FIV geralmente é assintomática,podendo gerar anormalidades sutis no comportamento e quadros convulsivos.A toxoplasmose raramente se desenvolve como uma doença clínica em gatos,entretanto em alguns estados de imunosupressão pode ocorrer um quadro de pneumonia,hepatite ou pancreatite.Sinais oculares são comuns,além de febre,inapetência e miosite.O diagnóstico ante-mortem é difícil,em casos suspeitos recomenda-se iniciar o tratamento com clindamicina.
Convulsões acompanhadas de mudanças comportamentais superagudas,agressividade e medo,com progressão rápida para paralisia e morte,deve-se suspeitar de raiva felina,tomando-se todos cuidados epidemiológicos.
Os tumores encefálicos também são importantes no diagnóstico possível de convulsão em gatos.Geralmente ocasionam sinais focais progressivos(mudanças de personalidade,depressão,hemiparesias,perda parcial da visão e sensação facial).O animal é geralmente de meia-idade a idoso.O diagnóstico é principalmente por imagem.
Problemas metabólicos também devem ser considerados em felinos convulsivantes,embora não sejam comuns como nos cães.A encefalopatia hepática,deficiência de tiamina,hipoglicemia e hipocalcemia são os mais importantes.A primeira geralmente ocorre como eventos episódicos,quase sempre disparado após uma alimentação rica em proteínas.Sintomas bem evidentes são a hipersalivação e comportamentos bizarros.É um distúrbio bem comum em animais com "shunt" portossistêmico,com os primeiros sinais já no primeiro ano de vida.
Felinos com sintomatologia nervosa,consumindo dietas pobres e desbalanceadas,ou estritamente à base de peixe,são suspeitos de deficiência de tiamina.A ventroflexão do pescoço e opistótono são marcantes.
A hipoglicemia sintomática é incomum em gatos,só é vista em animais diabéticos tratados com superdosagem de insulina,ou com tumores secretórios de insulina ou ainda em sepsis.A hipocalcemia também é rara.Fasciculações musculares,tremores e tetania são evidenciados.Gatos bitireoidectomizados podem entrar em quadro hipocalcêmico no pós-cirúrgico.
Os felinos,por seu paladar seletivo,possuem uma menor facilidade em ingerir tóxicos,diminuindo a chance de envenenamento.Entretanto,raticidas e produtos tópicos utilizados para o controle de ectoparasitos podem causar intoxicações.Os sintomas são variáveis,dependendo da dose e da substância ingerida.Geralmente as convulsões são graves e de difícil controle,associadas a sinais centrais(depressão,hiperexcitabilidade,paresia),autonômicos(salivação,diarréia) e musculares(tremores e fasciculações).
Outra emergência médica,que pode causar convulsão é o trauma encefálico,como a concussão e contusão.Sinais de hemorragia e choque mecânico são percebidos,como sangramento nos olhos,nariz e ouvidos.Uma epilepsia pode ser sequela de um trauma grave.
A epilepsia idiopática é rara e pobremente documentada em felinos.Seu diagnóstico é por exclusão.Geralmente inicia-se em animais jovens(até 5 anos) e as crises convulsivas começam discretamente,mas aumentam a frequência subitamente.Não há anormalidades nervosas ou oculares.Então um exame neurológico,ocular e do LCR é fundamental.
O principal fármaco utilizado no tratamento de estados convulsivos em felinos é ainda o fenobarbital.A gabapentina está demostrando bons resultados em alguns quadros resistentes.O brometo de potássio é CONTRA-INDICADO em gatos,podendo gerar sérios problemas respiratórios e morte.

34 comentários:

  1. Oi Reginaldo. Belo artigo sobre neuro em gatos.
    Agora quando vi o uso do brometo me lembrei que ele realmente pode causar um pneumonia fatal em gatos, mas ele pode ser usado com cuidado, principalmente quando o fenobarbital perder o efeito e com os rins monitorados (excreção renal). O diazepan ainda é a droga de eleição para controle de estados convulsivos, mesmo em gatos.
    Ah, uma dúvida. Em casos de encefalites hepáticas é tão comum assim ter convulsões? Achei que fosse mais comum sinais como ataxia, depressão e demência.
    Valeu, um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Oi ALfredo!
    O fármaco de eleição para gatos é o fenobarbital,como disse o brometo não é indicado.A encefalopatia hepática não é muito comum em felinos,mas apresenta todos os sintomas que vc citou!

    ResponderExcluir
  3. Olá, boa noite.

    Meu gato tem 21 anos de idade e a cerca de 10 meses ele sofreu uma parada cardiorespiratória de 7 minutos provocada devido uma injeção equivocada de insulina, após sua recuperação, ele teve um caaso grave de anemia, onde temos tratado constantemente ele com soro subcutâneo e vitaminas. Hoje suspeitamos que ele teve uma convulsão, pois notamos poças de saliva no chão, e sinais de que como ele estivesse passado por cima, após isso, ele ficou bem "lento" e parece um pouco desnorteado/indeciso.

    A convulsão pode ter sido ocasionada por "todo" este histórico ou pode ser um um sintoma de uma nova doença?

    ResponderExcluir
  4. Provavelmente seja decorrente do mesmo quadro,mas procure fazer uam avaliação mais profunda.
    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde,tenho um gato de 4 anos percebi algumas marcas de baba no chão achei que fosse bolas de pelo embora não houvesse pelo,um dia abri a porta do quarto e vi que ele dormia e de repente começou a se bater muito forte as pupilas dilataram bastante ele babava bastante e chegou a urinar,ficou bastante agitado,depois que ele parou de se bater ficou andando em circulos e os olhos ficaram se movendo para direita como se algo repetidamente passasse por ele nessa direção ele buscasse olhar,isso durou cerca de uns 3 minutos,depois ele ficou como se nada tivesse acontecido, procurei saber oque era,mas toda informação que busco não diz respeito desses sintomas nessa ordem,não tenho condições financeiras de fazer todos os exames que o vet pediu,se não descobrir logo oque é corro o risco de perdê-lo?

    ResponderExcluir
  7. Seu gato apresentou convulsão.É um sinal de doença que precisa ser investigada.
    Abraço

    ResponderExcluir
  8. Ola Dr
    Meu gato de uns tempos para cá começou a ter um comportamnento muito estranho. Fica parado e começa a dar nas costas um tipo de tremor, começa a se lamber muito de um lado e do outro, agressivamente, chacoalha a cabeça e se coça muito. Fica como se estivesse buscando algo no chao e no ar. Fica assim uns dois minutos...muitas vezes sai correndo depois disto... como se fugisse, para debaixo do sofá e da cama. Depois fica normal. Não apresenta nada no corpo, nem na urina e nas fezes. Só este comportamento mesmo. Ele tem por volta de oito anos. E não sai do apartamento. Pensei que fosse pulgas mais não achei nenhuma... apesar que boa parte do pelo ser negro.
    Desde já lhe agradeço doutor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Rute!
      Desculpe cair de para-quedas, mas acabei de ler o seu relato e senti um certo "conforto" em saber que existe um caso identico ao da minha gatinha. Faz uma semana que ela está exatamente com os mesmo sintomas do seu gato. Por acaso, você conseguiu descobrir algo? Tem alguma dica pra me dar. Confesso que estou desesperada. Qualquer ajuda será muito muito bem vinda. Obrigada antecipadamente. Abs. Thais

      Excluir
    2. Rute e Thaís,

      Meu gato também está assim. Doutor, por favor, o que pode ser isso?

      Excluir
    3. tenho esse mesmo problema em um dos meus gatinhos, pesquisei muito pois ninguém conseguia me ajudar até houvir falar de uma sindrome do rabo fantasma, citado pelo treinador de gatos do animal planet chamado Jackson Galaxy, mas não achava referencias de tratamento, depois de muito tempo achei essa síndrome da hiperestesia felina, nesse site tem até um video com um exemplo que é muito parecido com o caso do meu gatinho, agora vou procurar trata-lo com as dicas que encontrei espero ter ajudado a todos;-http://dicaspeludas.blogspot.com.br/2012/05/sindrome-da-hiperestesia-felina_3990.html

      Excluir
  9. Olá. Meu gato tem aprox. 2 anos de idade e há 4 meses vem apresentando problemas estranhos. Geralmente qdo está dormindo ou descansando, de repente do nada ele acorda e sai correndo, urinando e babando, meio desordenado. Depois de menos de 1 minuto ele volta ao normal como se nada tivesse acontecido. Desde filhote notei q ele tinha problemas neurológicos, como ficar andando em círculos e comportamento diferente, além de visão ruim, miados estranhos e muitos outros problemas, mas q a princípio não afetam diretamente sua saúde. Comecei a administrar fenobarbital e as crises q antes eram semanais passaram a ser mensais, mas parece q o intervalo entre as crises está aumentando. Essas crises podem ser descritas como convulsões parciais? Pode ser devido a alguma doença? Talvez ele já estivesse pré disposto a essas crises já q nasceu com certos problemas neurológicos, não? Obrigada

    ResponderExcluir
  10. Oi! Minha gatinha de 17 anos infelizmente tive que fazer eutanásia. A veterinária diagnosticou PIF, ela sobreviveu quase 1 ano. Emagreceu muito, tinha diarréia, mas o que me dava esperança é que comia bem. Também não sentia dores, mas infelizmente o quadro dela começou a se agravar. Em questão de 3 dias tive que optar pela eutanásia, pois respirava com dificuldade, parou de comer, e no último dia nem água queria beber, o que antes ela fazia muito. Bebia muita água e urinava com a mesma frequencia.
    Tinha convulsões! Estou sentindo muita falta dela, pois são apenas 5 dias de afastamento, e nossa convivência foram de 17 anos de pura cumplicidade! Não vou quase a cozinha e sala, pois era onde ela sempre estava, e me acompanhava em tudo o que eu fazia! Ainda choro muito a sua ausência! espero que essa dor passe!mas no momento está muito difícil

    ResponderExcluir
  11. Compreendo sua dor, também já a tive, mas acredite que tudo passa, ficam as saudades é certo, mas sem a dor que sente agora.
    Estou a passar mais outrea fase dificil, com meu gato com 14 anos que provavelmente sofre de doença grave e terminal, tenho muita pena, mas a vida é assim, temos que superar e acredite, nada a substituirá, mas a melhor forma de recuperar é arranjar já outro.

    ResponderExcluir
  12. gostaria de saber se um tumor na cabeca de um gato com 18 anos pode ser operado?
    e tb qt tempo demora para o remedio anti convusivo fazer efeito?
    meu gato ha dois meses comecou com convulsao e de uma semana pra ca esta diaria.ele esta tomando 6 gts de gardenal de 12 em 12 horas.
    o que me chama atencao e q as crises acontecem todos os dias em torno das 3 da tarde.
    me responda por favor.
    lucia

    ResponderExcluir
  13. Ola Dr. Reginaldo
    Li um dos relatos de uma seguidora sua e vi que minha gatinha está tendo exatamente o mesmo comportamento estranho: ela fica parada e começa a dar nas costas um tipo de tremor, começa a se lamber muito de um lado e do outro, agressivamente, chacoalha a cabeça e se coça muito. Fica como se estivesse buscando algo no chao e no ar. Fica assim alguns segundos, as vezes ate 1 min e na maioria das vezes sai correndo depois disto... como se fugisse. Depois fica normal. Não apresenta nada no corpo, nem na urina e nas fezes. Só este comportamento mesmo. Ela tem 3 anos e meio e raramente sai do apartamento. Não achei nenhuma pulga... Será que o Sr.teria alguma dica? Qualquer ajuda seria muito, mas muito bem vinda mesmo. Desde já lhe agradeço.
    Thais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. thais, meu gatinho de 5 meses tem o mesmo problema e esta tomando dorles pq a crise não passa, qd ele toma esse analgésico ele pára com a crise. mas só sob o efeito dele.
      não sei mais pra onde correr, já fui em vários lugares. como vc esta resolvendo?
      vamos trocar email?
      o meu é rita_pedro@hotmail.com

      Excluir
    2. Oi Thais, meu gatinho esta com o mesmo problema. vc conseguiu solução? Me escreva, rita_pedro@hotmail.com

      Excluir
  14. existe forma de prevençao contra a convulsao felina??
    minha gata tem convulsao mas nao sabemos como prevenir...
    obg

    ResponderExcluir
  15. Rute Rebelo e Thais, meu gatinho se encontra nas mesmas condições, só que ele esta assim direto e só pára qd dou dorles, logo esta a base desse remédio a um mês, já fui a vários lugares e ele não se cura. Não sei mais o q fazer.

    ResponderExcluir
  16. A minha gata sofre deste mal toda vez que dorme. Tem uma convulsões muito fortes e fica mijando pra todo lado. E somente dormindo isso acontece. A veterinária que eu levo ela receitou gadenal pra coitada. :-(

    ResponderExcluir
  17. tem um gatinho que passeava pelo meu quintal mas quando eu fui pegar ele no colo ele ficou tentando miar e não conseguiu, ficou paradinho, sem mecher, eu soltei ele e ele foi pra baixo do tanque de lavar roupas e ficou com a respiração acelerada e sem fechar a boca, chega até cair saliva da boca dele, eu tentei dar comida água, leite mas ele nem reagiu, ele só olhou e ficou olhando pra lugar nenhum o que faço?

    ResponderExcluir
  18. Boa noite Dr Reginaldo. Como fiquei feliz em perceber seu amor e dedicação aos felinos. Justamente em um momento difícil pois nosso filhote de 6 meses acabara de ter uma convulsão e eu buscava informações na internet. Faz 15 dias que procurei o melhor veterinario de SP e o levei a Clínica Sr Gato (Dra Kátia). Ela diagnosticou um derrame pleural e por exclusão o relacionou a PIF. Ele acabou internado na UTI do Hospital veterinário Pompéia porque na hora de retirar o liquido teve queda na pressão a quase teve parada cardíaca. Depois estava se recuperando em casa, com nosso cuidado 24 horas ao lado dele quando veio na data de hoje a convulsão. Tenho lido sobre a PIF e sei que não há diagnóstico preciso. Ainda queria acreditar que possa ser outra coisa, mas preciso de um veterinário que acredite também. O Sr tem alguém para indicar ou uma dica pra minha situação?

    ResponderExcluir
  19. Dr Reginaldo!

    Minha gatinha de 14 anos e5 meses, apresentou sintomas de fome excessiva e muita ingestão de água; consequentemente urinava demais. Descartada a diabetes; o médico descartou a possibilidade de ser hipertiroidismo, mesmo assim mudei de médico e solicitei esse exame. Não acusou nada. O animal continuou no mesmo e nada de dignóstico. Até que após uns 10 meses começou a reduzir o apetite e vômitos esporádicos. Fez relação PC/CU e deu negativo. Levei a outra clínica que coletou sangue e a a taxa de creatina estava em 10.Uréia acima de 300. Porém ela parecia um animal jovem e aparentemente estava bem, Resultado dormiu, na clínica para fluidoterapia, e na manhã seguinte sofreu 2 convulsões e morreu. A médica me disse que em insuficiente renal, convulsão é comum. Isso procede? Esse já é o segundo animal que perco. Só presenta algo no diagnóstico qdo já vai entrar em óbito?

    ResponderExcluir
  20. Olá pessoal, estou muito feliz em saber que existem pessoas que adoram animais e os amam como verdadeiros membros de suas famílias, é o seguinte, tenho uma gata com 10 meses de vida e ela tem convulsões, levei ela ao veterinário e foi constatado que ela é epilética, no começo para ela não ter convulsão foi necessário medica-la com EPISOL já que o efeito do gardenal não é imediato, dois dias seguintes comecei a dar o GARDENAL foram 2 gotas, depois ela continuou a ter convulsão, passei a dar 4, voltou novamente a ter, foi para 6 gotas e hoje ela ainda tem convulsão, teve duas em dois dias liguei p veterinário e ele mandou dobrar a dose vou esperar para ver o resultado, quem quiser tirar alguma dúvida me add no msn poderei ajudar em alguma coisa. ferreralmeida@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colega - como anda a gatinha? Adaptou-se com o medicamento? Adotei um gato com 5 meses e ele tem crises convulsivas. Fez vários exames e foi diagnosticado que ele é epilético. Gostaria de saber o que está acontecendo com o seu gato. Obrigada - Miranda

      Excluir
  21. Boa noite, gostaria de trocar experiencias com pessoas que tem felinos com hidrocefalia. Minha gatinha foi diagnosticada em setembro. Ela foi resgatada e tem aproximadamente 7 meses. E desde outubro/2012 estamos fazendo tratamento com fenobarbital, como ela engorda e cresce a dosagem do remedio vai aumentando.
    Ultimamente tem convulsoes uma vez por dia,e as tenho que medicá-la de 8/8 horas até parar as cunvulsoes.
    Quando ela esta "bem" ela toma de 12/12 horas.
    Preciso aprender a lidar com essa situação.
    Abraços

    ResponderExcluir
  22. Boa noite, gostaria de trocar experiencias com pessoas que tem felinos com hidrocefalia. Minha gatinha foi diagnosticada em setembro. Ela foi resgatada e tem aproximadamente 7 meses. E desde outubro/2012 estamos fazendo tratamento com fenobarbital, como ela engorda e cresce a dosagem do remedio vai aumentando.
    Ultimamente tem convulsoes uma vez por dia,e as tenho que medicá-la de 8/8 horas até parar as cunvulsoes.
    Quando ela esta "bem" ela toma de 12/12 horas.
    Preciso aprender a lidar com essa situação.
    Abraços

    ResponderExcluir
  23. Duas das minhas gatas vieram a óbito recentemente. A primeira há duas semanas. Levei-a ao veterinário de madrugada, quando minha cachorra me acordou para mostrar a situação. Ela estava com dificuldade de se movimentar e tinha vermes presos ao rabo (pareciam ascaris pequenos - 1cm - e ela tinha tomado vermífugo há 3 dias). No veterinário foi constatado desidratação e febre. Como era um sábado de madrugada e essa clínica não tinha plantão, fui levá-la ao hospital que sempre atende meus bichos, mas ela veio a óbito cerca de 20 minutos depois que eu saí da clínica, aparentemente após uma convulsão. Mandei fazer necrópsia. A outra gata parou de se movimentar muito no sábado seguinte e eu a levei imediatamente a Porto Alegre. Ela estava desidratada, mas não tinha febre. Deixei-a internada no hospital tomando soro. Fizeram hemograma e ecografia e nenhuma alteração foi encontrada. Ela veio a óbito na segunda-feira, também depois de uma convulsão. Também mandei fazer necrópsia. O laudo da primeira gata chegou e não concluiu nada sobre a causa da morte, tendo descartado PIF, FiV e FeLV. O laudo da segunda gata ainda não está pronto. Nenhum veterinário que eu consultei parece saber o que pode ter acontecido. Vocês podem me indicar alguma possibilidade? Obrigada.

    ResponderExcluir
  24. OI MEU GATO ULTIMAMENTE ESTA DORMINDO 24 HORAS E NAO ESTA MAIS ME DANDO BOLA COMO ANTES... ISSO PODE SER ALGUM PROBLEMA? ELE PODE ESTAR
    DOENTE?

    ResponderExcluir
  25. oi minha gata ta respirando horrivelmente parece eu quando tenho ataque de asma ,mais e o seguinte onten ela ficou en cima de um muro por muito tempo hoje cinco horas da manha eu e meu pai conseguimnos tirala de la pra encurtar ela comitou uma coisa gosmenta vermelha igual a raçao dela oque eu faço mi ajude ela ainda e nova demais pra morrer eu amo ela muito vou mi matar se ela morrer serio eu fikei doente por causa que meu pai nao mi dava ela

    ResponderExcluir
  26. BOA TARDE,MEU GATO TEM 14 ANOS JÁ TEVE UMA ESQUEMIA,E CRISE DE VESTIBULAR,PASSOU A TOMAR GARDENAL MAIS AGORA TEM CONVULSÕES TODO TEMPO,FRACAS MAIS VARIAS AO DIA O QUE PODERIA SER DECORRENCIA DE TODO ESTE HISTÓRICO,ELE PODE VIR A TER UMA PARADA CARDIACA POR CONTA DISSO???

    ResponderExcluir
  27. Dr. boa noite
    Tenho um filho de 16 anos que esta tomando ketosteril manipulado, tomou 5 capsulas e parecia bem, mandamos manipular mais 30 caps desta vez incluimos na formula vitaminaD, K ,B1 a B12, e ele teve uma convulção violentíssima coo não sabiamos a causa demos hj de novo 1 cap da formula e ele esta grogue e com as patas paralizadas estou desesperada isso é permanente ?
    Ele está com def renal e lipdosea
    ureia 180 creatinina 7,2 leucocitos 43.000,00

    ResponderExcluir
  28. Li um dos relatos de uma seguidora sua e vi que minha gatinha está tendo exatamente o mesmo comportamento estranho: ela fica parada e começa a dar nas costas um tipo de tremor, começa a se lamber muito de um lado e do outro, agressivamente, chacoalha a cabeça e se coça muito. Fica como se estivesse buscando algo no chao e no ar. Fica assim alguns segundos, as vezes ate 1 min e na maioria das vezes sai correndo depois disto... como se fugisse. Depois fica normal. Não apresenta nada no corpo, nem na urina e nas fezes. Só este comportamento mesmo. Ela tem 3 anos e meio e raramente sai do apartamento. Não achei nenhuma pulga... Será que o Sr.teria alguma dica? Qualquer ajuda seria muito, mas muito bem vinda mesmo. Desde já lhe agradeço.
    Nayane a minha gata ta do mesmo jeito

    ResponderExcluir