domingo, 1 de abril de 2012

FIV e FeLV: O que os proprietários devem saber.


Tão quão importante o diagnóstico das retroviroses felinas(FIV e FeLV) ,é também o esclarecimento e a conscientização dos proprietários em relação à transmissão,epidemiologia e cuidados com o paciente infectado.
As duas enfermidades possuem algumas características semelhantes.São causadas por retrovírus,a FeLV(Leucemia Felina) é por um Retrovírus Gama com vários subtipos e a FIV(Imunodeficiência ou AIDS Felina) é causada por um Lentivírus.Ambos são transmitidos por contato direto,como lambeduras e mordidas,mas também através da amamentação, por via placentária,tranfusões sanguíneas e muito dificilmente pelo coito(FIV).
São doenças comuns em locais com muitos gatos aglomerados,onde há o contato direto próximo e frequente entre os indivíduos.Ambientes onde há um fluxo de entrada e saída constante de animais também favorecem a proliferação dos vírus.
A FIV e a FeLV predispõem aos gatos acometidos várias doenças e quadros mórbidos,diminuindo bastante a espectativa de vida.Ambas podem causar imunodeficiências e surgimento de neoplasias malignas nestes animais.Estes retrovírus destroem as células de defesa do felino,proporcionando infecções secundárias,como distúrbios intestinais,problemas neurológicos,anemias profundas,infecções na pele,micoses,gengivites,periodontites,otites e falência orgânica mais tardiamente.Por interferirem na replicação das células do gato,principalmente o FeLV,predispõem o animal infectado à formação de tumores em qualquer região ou sistema orgânico,principalmente ao surgimento de Linfomas.
Geralmente ,a maneira de como o gato infectado irá apresentar a doença dependerá da fase da vida em que acontece a contaminação.Pacientes que se infectam quando filhotes ou jovens tendem a desenvolver a enfermidade de uma forma mais grave ou destrutiva.
O diagnóstico precoce é importante,principalmente para impedir a proliferação da doença,mas como também para dar um suporte ao felino acometido.Há exames rápidos para a detecção de animais positivos como o sorológico(ELISA),que é o teste inicial a ser realizado.
Quando ou quais gatos deverão ser testados?
Gatos recém adquiridos,principalmente vindos da rua,devem ser testados antes de entrarem no ambiente.Filhotes antes da vacinação.Doadores de sangue.Animais que têm acesso à rua.Todo e qualquer felino doente e gatos que tiveram contato com soropositivos.
O teste FIV e FeLV é de resultado 100% seguro?
Não,nenhum teste é de sensibilidade 100%.Podem ocorrer falsos-positivos e falsos-negativos,por problemas na coleta e pela fase da doença no animal,como por exemplo.É muito importante retestar o animal em casos duvidosos com 30 a 60 dias,e é necessário salientar que NEM TODO ANIMAL POSITIVO ESTÁ DOENTE,alguns casos o felino consegue debelar a infecção,ficando livre da doença.Pode-se lançar mão a outros tipos de exames,conjuntamente com os sorológicos,como os testes de PCR RNA-viral ou DNA-viral(Pró-Vírus),ajudando a identificar animais infectantes e não-infectantes.
A prevenção é de fundamental importância.Existe vacina somente contra FeLV aqui no Brasil.Gatos de grupos de riscos devem ser vacinados,como os que vivem semi-domiciliados e de ambientes com vários outros indivíduos.Não recomenda-se vacinar animais que vivem isolados em apartamentos,sem contato com outros gatos,não é necessário nestes casos.A castração precoce pode diminuir o risco de infecção,visto que dificulta o comportamento de risco do indivíduo,em sair e brigar com outros gatos.Deve-se evitar,também,a entrada de novos animais,principalmente não-testados e de origem desconhecida.Em casos positivos,recomenda-se separar o felino doente,evitando que este saia ou entre em contato com outro gato.
O tratamento é praticamente de suporte,visto que os anti-virais humanos recomendados são de difícil acesso.Uma excelente alimentação,cuidados higiênicos,profilaxia dentária,vacinação,vermifugação em dia e claro acompanhamento veterinário,são fundamentais.Devido à natureza das duas doenças,um gato com FIV geralmente vive mais do que um com FeLV.Animais com o vírus da Leucemia Felina tendem a desenvolver quadros mais graves precocemente.
Finalmente,as duas doenças NÃO ACOMETEM O SER-HUMANO.Inúmeros trabalhos e pesquisas já comprovaram que a AIDS Felina e a Leucemia Felina NÃO é transmitida ao homem.

15 comentários:

  1. Olá,
    hoje faz 6 dias q meu gatinho esta doentinho, Ele é castrado,porém não é vacinado.
    Ele estava com febre, e não estava comendo nada ,e nem bebendo água.
    Na segunda ele chegou em casa, normalmente, e foi dormir, nem comeu nem nada,a noite eu percebi q ele estava muito quente, então na terça feira eu o levei no veterinário, passou uma vitamina chamada glicopan,um comprimido chamado duotril e um outro para febre.
    ele começou a tomar esses remedios na quarta feira de manhã, mas não apresentou melhora, então o levei de novo na quinta para fazer exame de sangue, para saber ao certo oq ele tem.
    A veterinaria estava suspeitando de pneumonia, pois há um mês atras ele estava espirrando muito, e á uns 3 meses ele estava com os olhos remelando,mas eu não o levei ao veterinário, pra mim isso era coisa boba, enfim
    hoje eu fui buscar o resultado do exame dele, e ela me disse q ele esta com as plaquetas baixa, e q esta com uma infecção devido a pulga (ele vai a rua, mas eu cuido dele bem direitinho, dou banho, eu mesmo tiro as pulgas,mas ainda assim ele vem com umas as vezes )
    ESTOU MUITO PREOCUPADA, PQ ELA TINHA COMENTANDO COMIGO Q ESTAVA SUPEITANDO DE AIDS FELINA (ANTES DE FAZER O EXAME DE SANGUE ) ELA DISSE QUE SE ELE ESTA COM AS PLAQUETAS BAIXA, É PQ O ORGANISMO DELE ESTA LUTANDO CONTRA UM VIRUS, ESTOU COM MEDO DELE ESTA COM ESSA DOENÇA, JA LI SOBRE E VI Q ELA LEVA O BIXO A MORTE.
    MEU GATINHO TEM 3 ANOS, ESTOU DANDO COMIDA A ELE FORÇADA, ESTOU DANDO SORO CASEIRO PRA ELE FICAR HIDRATADO.
    ELA PASSOU UM OUTRO REMEDIO PRA ELE, CHAMADO DORITEC.

    GOSTARIA DE SABER SE PLAQUETAS BAIXA É UM SINTOMA DA FIV
    ESTOU COM MT MEDO DE PERDER MEU COMPANHEIRO, ELE É MEU ÚNICO AMIGUINHO, O AMO MUITO, POR FAVOR ME AJUDE.

    ela disse q após 1 mês e meio ele deve repetir o exame de sangue, e depois fazer esse tal de sorologico.

    AAAH MEU DEUS, EU TO ACHANDO Q ELA ESTA SUSPEITANDO MAS NÃO QR ME DIZER, ESTOU COM MEDO DE PERDER MEU FILHO , ELE MEU COMPANHEIRO CARINHOSO, SUPER DOCIL , UM AMOR DE GATO.

    ME AJUDE PELO AMOR DE DEUS. ESTOU DESISPERADA, NÃO CONSIGO FAZER NADA, FICO O DIA TODO ANSIOSA, NERVOSA , PREOCUPADA COM ELE, FICO O DIA TODO CUIDANDO DO MEU BB.

    ResponderExcluir
  2. ola colega veterinario reginaldo, muito bom seu post, gostaria de ver se posso inserir esse blog no http://blog.petlove.com.br

    ResponderExcluir
  3. só sabe se fizer o teste ao FIV e ao FELV, a minha gatinha igual à da foto quando era bébé, tem FIV + desde bebe, agora tem mais de 7 anos e graças a deus esta bem e é uma gatarrona, claro que tem todas as vacinas e nem a deixo espirrar que vai logo ao hospital. É uma gata normalissima, claro que qualquer coisa me põe a correr ao médico e me assusta sempre porque sei que ela é portadora do virus. Também todos os anos antes do inverno ela toma preventivamente doses baixas de Interferon (que só há em hospitais e clinicas universitárias). Enfim é sempre um aperto de coração mas ela tem mais de 7 anos e foi contaminada em bebe (veio para minha casa com 2 meses ou menos) e até hoje está bem :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ola cristina,gostaria de saber mais sobre o caso da sua gatinha,tenho uma gata portadora de fiv descobri essa semana ela ainda nao tem um ano e estou desesperada.muita gente me disse que é raro um animal com esta doença sobreviver anos.obrigada desde já.

      Excluir
  4. Olá,
    Achei um gato muito machucado na rua, muito magro e debilitado. Levei ao veterinário, cuidamos primeiro dos machucados, e como ele não ganhava peso o veterinário pediu mais exames.
    o resultado foi o seguinte:

    Imuno. V. Felina e Leucemia V. Felina(FIV/FELV)
    Material...: SORO OU PLASMA
    Metodologia: E.L.I.S.A.
    Imunodeficiência v. felina(fiv) REAGENTE
    Leucemia viral felina(felv).. REAGENTE
    Observações.................. ICTERÍCIA +++

    Além de vários problemas como os leucócitos acima, problema nas alças intestinais, ictericia, etc.

    Estou triste, pois ja me apeguei ao gato, mas tenho medo dessas descrições e de prolongar o sofrimento dele.
    Com medicação ele pode ter uma vida razoável? Não gostaria de sacrificá-lo...

    ResponderExcluir
  5. O amor é tudo nesse momento,os cuidados também. Espero de coração e pensamento positivo que tudo tenha dado certo. A perda é triste e pode até tirar quem amamos de perto da gente mas o que vivemos com amor, nem a morte leva embora. Então, se você e ele tem amor, é o que vale no final das contas.

    ResponderExcluir
  6. Perguntei a alguns vets e eles não sabem da vacina contra felv, MUITO MENOS da específica. Onde posso mandar buscar, porque tenho um gatinho com FELV assintomático e quero adotar outro. Assim ele estaria protegido...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana Virginia, meu vet disse que não existe vacina... o meu tem, e ainda to tentando entender como cuidar dele, e infelizmente acredito que o outro que convive com ele, tenha pegado o vírus tbm, pq compartilham, água, comida... enfim, mas meu gato já tem 12 anos, e creio que cuidando dele direitinho, ele terá uma vida longa e feliz... assim como muitos portadores de Aids humanos vivem... só precisa de um cuidado maior...

      Excluir
  7. Eu acabei de perder a Jouly. Foi tudo muito rápido. Ela foi internada na quarta-feira à noite e faleceu na sexta e os resultados dos exames só ficaram prontos depois que ela faleceu. Ela foi adotada com 3 meses, viveu 3 anos e 9 meses comigo em um ambiente completamente isolado de tudo. Ela estava com FELV e FIVI.Eu nunca tinha ouvido falar nessas doenças. E levava ao menos uma vez por ano no veterinário mesmo não tendo nenhum motivo aparente. A únnica coisa que me preocupava era o fato de ela ser gorda e desde que mudou para um apartamento sem ser cobertura ela já não fazia mais exercicio.
    Isso foi só um deabafo.

    ResponderExcluir
  8. o meu shaninho tinha fiv e morreu, ficou uns dois dias internados mas não resistiu , antes dele morrer ele ja estava comendo menos, dormia o dia todo sem levantar e a respiração estava rápida, me sinto culpada por não ter observado isso antes, fico pensando que se eu tivesse prestado mais atenção nele estaria vivo, esse sentimento de culpa esta me corroendo dia após dia...

    ResponderExcluir
  9. Nunca ouvi falar de uma vacina específica para leucemia.
    Conheço a vacina quintupla, que engloba outras doenças, mas uma especifica para leucemia, ao menos aqui em Brasília ninguém (inclusive veterinários) conhecem. Onde encontrar e qual o nome específico dela?

    ResponderExcluir
  10. Gostaria de deixar registado que não precisamos mais dar apenas tratamento às consequências dessas doenças. Tenho dois felvinhos com 1 ano, descobri a doença qusado eles tinham 5 meses, o macho estava com linfonodos, olho lacrimejando, a boca infeccionadas com um cheiro horrível, as fezes Tb cediam a infecção. Os dois tinham um ronco estranho quando comiam. Minha vet recomendou fazer o auto_nosodio, remédio homeopático feito do próprio sangue deles. Mandei o sangue para o Instituto Roberto Costa, em 10 dias me mandaram o remédio. No sexto dia eles começaram a apresentar melhoras. Complementou o tratamento com homeopatia para imunidade, florais e vitaminas. Hoje eles estão ótimos, todos os sintomas sumiram, eles estão horríveis e espertos. Tenho conseguido ajudar muitos gatinhos. Infelizmente quando já estão fazendo uso do protocolo de tratamento ( interferon, corticóides, quimo e transfusão), e muito difícil reverter, pois este tratamento destrói mmaiàs ainda às defesas do gatinho.
    Quem quiser saber mais sobre o tratamento e só me escrever. Gatosmaisgatos@ig.com.br.

    ResponderExcluir
  11. Gostaria de deixar registrado que não precisamos mais dar apenas tratamento às consequências dessas doenças. Tenho dois felvinhos com 1 ano, descobri a doença qusado eles tinham 5 meses, o macho estava com linfonodos, olho lacrimejando, a boca infeccionadas com um cheiro horrível, as fezes Tb fediam a infecção. Os dois tinham um ronco estranho quando comiam. Minha vet recomendou fazer o auto_nosodio, remédio homeopático feito do próprio sangue deles. Mandei o sangue para o Instituto Roberto Costa, em 10 dias me mandaram o remédio. No sexto dia eles começaram a apresentar melhoras. Complementou o tratamento com homeopatia para imunidade, florais e vitaminas. Hoje eles estão ótimos, todos os sintomas sumiram, eles estão gorduchos e espertos. Tenho conseguido ajudar muitos gatinhos. Infelizmente quando já estão fazendo uso do protocolo de tratamento ( interferon, corticóides, quimo e transfusão), é muito difícil reverter, pois este tratamento destrói mais ainda às defesas do gatinho.
    Quem quiser saber mais sobre o tratamento e só me escrever. Gatosmaisgatos@ig.com.br. Terei prazer em ajudar.

    ResponderExcluir
  12. Quero deixar aqui a experiência que estou tendo com a Felv, tenho 6 gatos, 4 negativos e os dois últimos positivos.Tinham 2 meses quando resgatei os últimos. É o Tibet e a Dawa, ele estava com um olhinho lacrimejando, linfonódos na garganta, um cheiro horrível na boca, as fezes e a urina fediam como se algo estivesse infeccionado. A Dawa estava melhor mas apresentava, assim como ele um ronco estranho quando comia.
    A Dra. Angélica me orientou a mandar fazer um medicamento feito do sangue deles chamado auto-nosódio, sendo o medicamento feito do sangue deles, ele age com o vírus atacando o próprio vírus. é o princípio da homeopatia. O laboratório que faz é o Instituto Roberto Costa em Petrópolis,RJ. Eles haviam obtido sucesso no controle da AIDS equina e como é o mesmo tipo de vírus, valia a pena tentar.
    Comecei o tratamento em 05/08/2013, no sexto dia os dois olhinhos do Tibet ficaram lacrimejando. No sétimo pararam de lacrimejar e nunca mais voltaram. Todos os sintomas desapareceram, o cheiro na boca, o cheiro nas fezes, os linfonódos e o ronco. Hoje o Tibet está com 4,6Kg e a Dawa com 3,8Kg, estão ótimos, não tem qualquer doença, eles estão com 1 aninho.
    O tratamento é com homeopatia+florais+auto-nosódio+vitaminas, aumenta a imunidade e ataca o vírus. Quem quiser saber mais sobre o tratamento é só me escrever, gatosmaisgatos@ig.com.br. Os gatos que tenho tido a oportunidade de ajudar estão bem, alguns não é mais possível salvar, pois já estão bem debilitados com o protocolo de tratamento. O quanto antes entrar com o auto-nosódio mais as chances do gatinho ter uma vida normal.

    ResponderExcluir