quarta-feira, 15 de abril de 2009

Medicina Comportamental:Agressividade


Um gato agressivo é um sério problema,para nós,para proprietários e para eles mesmos.Um sério transtorno que muitas vezes pode ser evitado conhecendo-se o comportamento normal do felino,sabendo-se como evitar os desvios patológicos.Além disso,há uma possibilidade de transmissão de zoonoses através de mordidas e unhadas,o que fortalece o tratamento e prevenção desses atos.

A Falta de Socialização como Causa de Agressão:
Gatos que não tiveram o contato com seres humanos durante o período crítico de aprendizagem,que é do nascimento até cerca de 14 semanas,terão grandes chances de não se adaptarem ao convívio humano,tornando-se um agressor em potencial.Sabe-se que mínimos carinhos em filhotes,diariamente,os deixam mais aptos a uma socialização mais tranquila,e eles conseguem interagir mais rapidamente com o ambiente,de uma maneira mais suave e pacífica.
É importante que o convívio seja com adultos e crianças desde cedo,estimulando-os com jogos e brinquedos,mas nunca com as mãos ou pés.As manipulações devem também imitar os cuidados de higiene,como a escovação dentária,limpeza das orelhas,dos olhos,corte de unhas,tudo isso para facilitar essas operações mais tarde,na vida adulta.
A interação com outros gatos e animais de outras espécies deve ser iniciada o quanto antes também.A gata mãe e outros adultos,se presentes, têm papel importante na moderação do filhote,estes aprenderão a controlar a força das suas mordidas,aprenderão o que é a frustração,ou o "não" verdadeiramente dito,como nos períodos em que a mãe faz o desmame.Sem esse contato,o filhote pode se tornar bem impulsivo e nervoso.

A Dor e a Agressividade:
Muitas vezes,o comportamento que muda para uma agressividade inexplicada,deve-se a afecções que causam dores,tornando o felino mais sensível e relutante ao contato social.Condições dolorosas,como problemas dentários,artrites,doenças de discos vertebrais,infecções de glândulas perianais,meningiomas ,podem torná-los impossíveis de manipulação e até causar agressão a outros gatos ou proprietários.Toda a alteração súbita de atitude felina,deve ser logo minuciosamente investigada.

Comportamento Predatório:
Esse é inato de todo felino,praticamente bem difícil de evitá-lo,porém,mais uma vez a socialização e interação bem precoce é fundamental.Pássaros pequenos e outros animais devem ser apresentados o mais cedo ao filhote.Deve-se evitar a saída dos gatos para ambientes externos,diminuindo o ataque à presas de fora.

Agressão Entre Gatos:
Os nossos felinos domésticos podem competir entre si por vários motivos:alimentação,fêmeas,liteiras, e território principalmente.Comumente ocorre na introdução de novos membros na comunidade,ou quando um gato fica ausente por determinados períodos e volta,como no caso de internamentos ,banhos e hospedagens.Entretanto podemos nos depararmos com proprietários aflitos,relatando que "eles sempre viviam como irmãos" mas agora parecem "gato-e-cachorro".Esses distúrbios podem ser evitados com a introdução gradativa dos recém-chegados,colocando-os em recintos separados,controlando o contato.O uso de ferormônio,artificial ou natural,é bem interessante,pois diminui a ansiedade e o nervosismo.
Todos os recursos e itens como liteiras e fontes de água e alimentos ,devem ser bem distribuídos e em quantidade proporcional ao número de indivíduos,evitando-se a competição.
O tratamento da agressividade em gatos baseia-se em fármacos ansiolíticos e antidepressivos,remanejo ambiental e ferormônios,mas nunca separado do recondicionamento social,que abordaremos posteriormente.


10 comentários:

  1. Obrigado pelo vosso post.

    Recentemente mencionaram-me um caso de agressividade que aparentemente não tem explicação - um gato sempre bem cuidado desde pequenino que ficou bastante agressivo com a dona (ela passou a ter medo dele e já não sabe o que fazer).

    Vou indicar à minha amiga para levarem o animal ao veterinário de modo a investigarem uma possível doença que tenha alterado o seu comportamento.

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Nossa, eu tenho uma gata de 3 anos muito agressiva. Ela foi retirada da rua com sua mãe e mais 1 irmão, já com uns 2 meses de idade. Ela sempre teve o convívio comigo e minha irmã, contudo, moramos em apartamento e de pequena eu sempre tentei leva-la no pátio do condomínio para brincar, mas ela nunca gostou, tremia enlouquecidamente. Até hoje, não há quem faça ela ficar lá embaixo. Nunca brincamos de maneira agressiva com ela. Para que não fique só no apto deixo a porta livre para ela ir para o corredor. Mas mesmo assim, ela é agressiva, principalmente com outras pessoas. Não gosta de ser pega no colo e nem ser acariciada demais, logo ataca. Já não sei o que fazer pois vej que ela também sofre com isso. Além do mais vejo que só em mim ela confia e mesmo assim as vezes ela me ataca.

    Se conseguir me ajudar!

    Na minha cidade tem uma universidade (UFSM), contudo não conheço nenhum especialista em comportamente felino por aqui.

    Obrigada,

    Taís.

    ResponderExcluir
  3. Taís,em Porto Alegre você conseguiria um profissional especializado na Clínica do Gato,veja:www.clinicadogato.com.br

    ResponderExcluir
  4. hola! Eu realmente gostei deste blog

    ResponderExcluir
  5. Muito interessante este tópico, mas preciso de ajuda!!! Tenho uma gata, ela tem um ano e cuido dela desde que nasceu, mas ela alterna momentos em que é muito dócil e momentos de agressividade. A princípio parecia brincadeira porque ela agarra a minha perna e a das pessoas que freqüentam minha casa e morde, não é suficiente pra causar um ferimento profundo, mas é bem forte, não sei o que fazer, brigar com ela não adianta, dizer não com veemência, borrifar água, nada adianta e se tentar desvencilhá-la ela volta mais forte, a unica opção e bem paliativa é colocá-la momentaneamente de castigo fechada em algum cômodo, mas o comportamento sempre se repete, o que devo fazer?

    ResponderExcluir
  6. eu tenho 2 gatos um gato e uma gata... a gata teve 4 filhotes e o gato matou 3 e agora esta tentando matar a mae oq eu faço??aah e ele sempre foi agressivo desde pequeno.... oq eu façoo?? presiso de ajuda se nao ele vai matar eles tbm

    ResponderExcluir
  7. meu nome é Lilian tenho uma gata que teve cria ha um mes, convivia bem com o macho ate duas semanas pos parto mas agora é muito agressiva com o macho, ficam separados, será que quando desmamar os filhotes a convivencia voltara ao normal, tem algo que possa ser feito

    ResponderExcluir
  8. Preciso de ajuda , tenho 2 gatos um de 7 e outro de 6 anos eles se davam bem, o de 7 anos brigava um pouco com o de de 6 quando ele ia a pet shop ou veterinario , mas depois passava, agora da ultima vez que o de 7 foi no pet shop no mandamos tosar ele so que o funcionario cortou os bigodes dele , e quando ele voltou ele passou a brigar muito com o gato de seis anos, e tambem passou a miar mais baixo que o normal.O que devo fazer? O que voce me aconselha?

    ResponderExcluir
  9. Bom dia,
    estou enfrentando um sério problema. Neste ultimo fim de semana, trouxe para minha casa uma gatinha de rua, que ficava zanzando pelas casas. Eram sempre ela (Manu) e mais dois gatinhos. Ela não é filhote, já é um pouco maior. Para trazê-la, colocamos comida em uma caixa e depois de algum tempo ela entrou (foi a única que entrou, os outros dois não quiseram). Já em casa, ela é muito agressiva, quando tentamos tocá-la, segurá-la, ela arranha e morde (uso luvas para tentar pegá-la). Então resolvemos nem tentar mais, deixamos sua comida em um local e quando ela tem vontade vai até lá. Ela vive em baixo da cama ou em cantos isolados e escuros e não gosta quando nos aproximamos. Não sei o que faço. Ela se tornou um gato de rua e não tem como domestica-la? Devo soltá-la? Gostaria muito que ela ficasse conosco.
    Desde já agradeço.

    Thiago Augusto.

    ResponderExcluir